Mulheres também sofrem de disfunção sexual?

Mulheres também sofrem de disfunção sexual?

Muitas mulheres têm baixa libido ou problemas para atingir o orgasmo. Algumas mulheres não se importam com isso, pois acham natural sentir menos prazer ou excitação que os homens, mas isso é uma ideia que precisa ser mudada, afinal, a libido influencia na qualidade de vida.

A mulher tem disfunção sexual feminina quando se sente desconfortável ou insatisfeita com seu bem-estar sexual, uma vez que antes do período de menopausa, o fator que contribui em mais de 70% para o desejo feminino é psicológico, ou seja, se a mulher não está confortável consigo e com o seu parceiro, a diminuição da libido tende a acontecer, necessitando de tratamento para disfunção sexual.

Diferente do sexo masculino, uma vez que é comum que os homens sofram com a disfunção erétil e procurem por métodos como gel aumenta tamanho, medicamentos e outros tipos de tratamento.

Causas da disfunção sexual feminina

A disfunção sexual feminina está associada a alguns fatores, como exemplo:

  • Baixo desejo sexual
  • Dificuldade com estimulação sexual
  • Dificuldade em atingir o orgasmo
  • Dor durante o sexo

A mulher pode ter mais de um desses problemas, que geralmente estão relacionados. A disfunção sexual pode ser permanente ou temporária. Pode ocorrer o tempo todo, apenas com um determinado parceiro ou em determinados momentos, como após a gravidez.

Uma vida sexual saudável depende de uma combinação complexa de muitos fatores. Esse também é o caso de uma vida sexual problemática. Problemas de saúde, certos medicamentos, alterações nos níveis hormonais, problemas de casal ou família, e problemas psicológicos podem contribuir para a disfunção.

Que tratamentos existem para a disfunção sexual feminina?

A seleção do tratamento depende da causa dos seus problemas. Muitas vezes, o mais eficaz é uma combinação de tratamentos. Se você tem uma doença que está causando isso, converse com seu médico sobre o que pode fazer.

Conversas e terapia

É recomendável conversar com seu parceiro sobre o que está acontecendo. Às vezes, tudo o que é necessário é uma melhor comunicação.

 Se necessário, você pode receber terapia sozinho ou com seu parceiro.

Mudanças no estilo de vida

Algumas mulheres acham que perder peso, comer uma dieta saudável, se exercitar, parar de fumar e dormir o suficiente ajuda a aumentar o bem-estar e o interesse em relações sexuais.

Tente encontrar maneiras de se sentir confortável com sua sexualidade. Isso pode envolver repensar sua atitude em relação ao sexo feminino, procurar maneiras de aumentar sua auto-estima e aceitar seu corpo como ele é.

Estimule a sua imaginação

Muitas mulheres acham errado se masturbar, no entanto, essa técnica ajuda ter autoconhecimento sobre o próprio corpo, ajudando a identificar o que é agradável e o que a incomoda. Fator essencial para ter uma boa relação e ajudar a relaxar.

Você pode testar fantasias sexuais, usar óleos perfumados, criar um ambiente que ajude no processo, etc.

Converse com um profissional

É importante procurar ajuda profissional e receber orientações, a automedicação pode agravar a situação e a suspensão de remédios por conta própria também.

Agende uma consulta com o seu psicólogo e médico ginecologista, a fim de identificar a causa e o melhor tratamento no seu caso.

Dicas de saúde e beleza – Esmaltecos

Mariana

Os comentários estão fechados.