Conheça as diferenças entre facetas e lentes de contato dentárias

Conheça as diferenças entre facetas e lentes de contato dentárias

lentes de contato dentárias

Dentes bem cuidados são sinônimos não só de beleza para a estética facial, mas também de saúde. Portanto atentar-se para os cuidados e proteção deles pode ser uma necessidade influenciadora da autoestima, chegando a ser um elemento com poder de transformar aspectos da vida de uma pessoa. 

Atualmente dispomos de um grande avanço ocorrido na odontologia estética, que vem proporcionando a realização do desejo de muita gente, que quer ter dentes saudáveis e um sorriso lindo.

Neste artigo abordaremos diversas informações sobre duas técnicas muito interessantes. Continue a leitura e saiba mais sobre o que diferencia as facetas e as lentes de contato dentárias, recomendações e o procedimento mais adequado!

Análise das principais diferenças entre facetas e lentes

Em primeiro ligar é necessário entender que as facetas dentárias, assim como as lentes de contato dentárias são desenvolvidas em estruturas de porcelana, ou ainda de resina, fazendo a cobertura de parte dos dentes. Entre as principais diferenças entre facetas e lentes está a espessura da faceta e também o desgaste dos dentes.

  • Facetas de porcelana

Atuam como “capinhas” que recobrem a superfície considerada vestibular dos dentes, ou seja, a parte que tem contato com os lábios. Elas apresentam entre 0,7 e 2 milímetros em sua espessura. No procedimento para sua utilização se faz necessário que o dentista faça um procedimento no intuito de buscar um desgaste, a fim de que a faceta seja colocada com perfeição.

  • Lentes de contato

Elas são consideradas ultrafinas, apresentando uma espessura com cerca de 0,2 a 0,6 milímetro na utilização de porcelana. Já quando o material utilizado for resina existe uma diminuição desta espessura. No caso da utilização das lentes de contato a necessidade de se fazer um desgaste no dente é mínima, podendo vir a ser até inexistente, portanto, consideradas muito pouco invasivas.

Para quem o procedimento é melhor recomendado?

De forma geral, tanto um procedimento quanto o outro são recomendados para qualquer pessoa que esteja insatisfeita com a estética de seu sorriso, desejando buscar opções de intervenções estéticas para melhorar a questão.

A harmonia entre os dentes, gengiva e sorriso é um ganho muito interessante, obtido através das técnicas. O resultado inclui mais alinhamento na dentição, bem como um conjunto mais clean e por consequência uma saudável elevação da autoestima.

Como escolher entre facetas e lentes?

A melhor escolha entre as opções estará ligada diretamente com uma criteriosa análise feita pelo seu dentista. Basicamente, mas não como regra, a lente de contato dentária é usada para correções menores, como por exemplo: o fechamento de espaços entre dentes.

A necessidade de harmonizar largura e comprimento dos dentes, fazendo com que o sorriso venha a combinar mais com o tipo de rosto de cada paciente também leva à escolha da lente. Porém por sua espessura bastante fina e cor praticamente transparente, não é indicada para dentes mais escurecidos.

No caso da indicação das facetas, elas são comumente utilizadas para a cobertura de dentes muito escuros ou que requerem restaurações mais consideráveis. Neste processo deve ser feito um desgaste dentário e a instalação de um opacificador, para posteriormente a colocação da faceta.

As facetas não são indicadas para casos de dentes girados ou desalinhados. Para tais, é aconselhado que previamente seja utilizado aparelho ortodôntico.

Com uma ou outra técnica, o certo é que existe a possibilidade de melhorar sobremaneira o sorriso e a harmonização da estética facial com os procedimentos, que estão sendo cada vez mais procurados, principalmente devido aos resultados apresentados.

Namorados

Os comentários estão fechados.